Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CNS lança campanha Proteger o Trabalhador e a Trabalhadora é Proteger o Brasil
Início do conteúdo da página

CNS lança campanha Proteger o Trabalhador e a Trabalhadora é Proteger o Brasil

  • Publicado: Sexta, 07 de Maio de 2021, 11h37
imagem sem descrição.

A ideia é dar visibilidade ao trabalho e amplitude a voz destes profissionais, além de ser um canal de denúncias sobre os problemas vividos no cotidiano

 O Conselho Nacional de Saúde (CNS) lançou, nesta sexta-feira (7/05), a campanha Proteger o Trabalhador e a Trabalhadora é Proteger o Brasil – edição 2021. O objetivo é disseminar informações válidas, compartilhar experiências, dar visibilidade ao trabalho e amplitude à voz dos trabalhadores e das trabalhadoras que estão no enfrentamento à pandemia.

A campanha é voltada para trabalhadores(as) da saúde, estudantes e docentes mobilizados nas iniciativas emergenciais de combate à Covid-19, gestores(as) e usuários(as) do SUS, integrantes do controle social da saúde e demais interessados que possam contribuir com os objetivos da campanha por meio de suas experiências e depoimentos.

A ideia é acolher as angústias, os sofrimentos e as alegrias vividos em seus locais de trabalho, além de ser um canal de denúncia sobre os problemas vividos no dia a dia, como assédio, falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e tecnologias adequadas, jornada de trabalho excessiva e outros fatores que podem levar ao esgotamento físico e emocional e adoecimento psicológico destes profissionais.

Para isso, a campanha vai reunir vídeos, imagens (fotografias e outras formas de registro artístico/sensível) e narrativas do cotidiano do trabalho produzidos pelos participantes. Os materiais serão publicados nas redes sociais do CNS e irão compor uma mostra virtual do enfrentamento à pandemia.

Participe

Os interessados em participar devem encaminhar os materiais para a comissão organizadora da campanha, pelos e-mails eccury@gmail.com ou mirianfalk10@gmail.com, especificando no assunto do email se é imagem, vídeo ou narrativa, seguido do nome da campanha (exemplo: Imagens – Campanha Proteger o Trabalhador e a Trabalhadora é Proteger o Brasil). No corpo do e-mail deverá conter a identificação adequada dos participantes e autores do material enviado, com os respectivos créditos pessoais e institucionais, além de um resumo do conteúdo enviado.

Os materiais serão analisados e validados pela comissão, quanto à pertinência e compatibilidade com a campanha. Os aprovados para a veiculação poderão ser editados e ajustados e os seus autores serão comunicados oportunamente. Nenhum material que requeira reembolso financeiro para a veiculação será utilizado na campanha e a autorização de uso gratuito é condição para a participação. As narrativas sobre o trabalho recebidas e aprovadas serão publicadas em formato eletrônico.

Dicas

Evite usar expressões que possam caracterizar preconceito e violência com pessoas ou grupos sociais. Ao coletar imagens e depoimentos, certifique-se que os participantes estejam de acordo com a veiculação das suas imagens (se forem individuais) ou que se trate de abordagens públicas que não caracterizem problemas éticos com o cuidado e nem violações ao direito de imagem.

Para produção de vídeos é importante escolher um local silencioso e com boa iluminação, esperar a câmera focar e gravar com o celular na horizontal. Não grave contra a luz e grave vídeos com, no máximo, 3 minutos.

A campanha do CNS integra as ações do colegiado para 2021, pelo Ano Internacional dos Trabalhadores da Saúde e Assistência, reconhecido dessa forma pela Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a 73ª Assembleia Mundial da Saúde (AMS), em novembro do ano passado.

Ascom CNS

registrado em:
Fim do conteúdo da página