Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Presidente do CNS participa de seminário da Ação Brasileira de Combate às Desigualdades
Início do conteúdo da página

Presidente do CNS participa de seminário da Ação Brasileira de Combate às Desigualdades

  • Publicado: Sexta, 13 de Agosto de 2021, 10h53
imagem sem descrição.

Fernando Pigatto falou sobre a necessidade do fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente em um momento em que há afronta à democracia

O presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, participou na tarde desta quinta-feira (12/08) de um seminário promovido pela Ação Brasileira de Combate às Desigualdades (ABCD). O evento, que teve como tema o “Combate às Desigualdades na Saúde”, visa contribuir para a construção de uma agenda que possa ser encampada pelos candidatos e partidos políticos nas eleições gerais do próximo ano.

O seminário foi apresentado por Lúcia Xavier, que é ativista de direitos humanos e coordenadora do Crioula, entidade que reúne mulheres negras do Rio de Janeiro.

“Compreendemos que não estamos falando apenas dos serviços de Saúde, mas também de todos os processos da vida, que vão garantir Saúde ou produzir desigualdades. A ideia é falarmos mais especificamente como o sistema público de Saúde pode ser um instrumento para o fim das desigualdades”, afirmou a coordenadora do Crioula.

Pigatto falou sobre a necessidade do fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente em um momento que, segundo ele, é de afronta à democracia.

“O papel que o controle social exerce no SUS coloca grandes desafios para o movimento popular, principalmente nos momentos de ataques à democracia e iniciativas de seu enfraquecimento para atender interesses do mercado da saúde e das políticas de austeridade fiscal, que pretendem a retirada dos interesses sociais”, disse.

Captura de tela 2021 08 12 160655

Também participaram do seminário, a professora Gulnar Azevedo e Silva, representante do Instituto de Medicina Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e presidenta da Associação Brasileira de Saúde Coletiva. Ela defendeu que a sociedade precisa entender que a saúde está “à frente de qualquer questão”.

“Hoje, o SUS precisa de investimentos para garantir assistência em todos os níveis”, afirmou a pesquisadora.

Veja a live na íntegra aqui

Foto: Catraca Livre

Ascom CNS

registrado em:
Fim do conteúdo da página