Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Em 2019, MT, TO, RR, AP, PI, PB, AC e AM receberam reuniões preparatórias para oficinas sobre controle social no SUS

WhatsApp Image 2020 02 14 at 13.22.56

Início do conteúdo da página

Em 2019, MT, TO, RR, AP, PI, PB, AC e AM receberam reuniões preparatórias para oficinas sobre controle social no SUS

As reuniões, que fazem parte do Projeto de Formação de Multiplicadores para o Controle Social no SUS, preparam o curso para todos os estados brasileiros em 2020

  • Publicado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 09h15
  • Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 09h15
imagem sem descrição.

 

Membros da Comissão de Educação Permanente para o Controle Social do SUS (CIEPCSS), do Conselho Nacional de Saúde (CNS), e do Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), já percorreram 8 dos 10 estados que foram escolhidos para a realização de reuniões preparatórias para as Oficinas de Formação para o Controle Social no SUS. São eles: Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Amapá, Piauí, Paraíba, Acre e Amazonas.

As reuniões, que fazem parte do Projeto de Formação de Multiplicadores para o Controle Social no SUS, reuniram em torno de 200 pessoas, que compõem as mesas diretoras dos conselhos estaduais, comissões estaduais de educação permanente e lideranças de movimentos sociais, populares e sindicais.

O objetivo dos encontros é aproximar o CNS dos conselhos estaduais de saúde e movimentos sociais, e mobilizar para que as pessoas participem das Oficinas de Formação, organizadas pelo CNS, com apoio da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e realizadas pelo Ceap.

zbb 1030x773

“Pactuamos responsabilidades e a agenda do Projeto de Formação, que pretende qualificar e fortalecer os espaços de controle social, a participação social em defesa da democracia, da saúde como direito humano e o SUS como política pública. Construiremos uma rede de multiplicadores com milhares de pessoas engajadas na luta em defesa da vida e de um sistema público universal para 100% dos brasileiros e brasileiras”, explicou a conselheira nacional de saúde e coordenadora da comissão, Sueli Barrios.

No ano passado, o CNS promoveu 68 oficinas com a participação de mais de 4 mil pessoas. A participação popular na construção e fiscalização das políticas públicas de saúde é direito constitucional fundamental para a garantia da democracia participativa.

Metodologia das Oficinas de Formação 2020

 O calendário das oficinas está sendo construído com os conselhos estaduais e será divulgado no início de janeiro, quando a plataforma digital também estará disponível para inscrição dos participantes. A seleção será de responsabilidade dos conselhos estaduais, das comissões de educação permanente e da comissão, do CNS.

Cada oficina contará com a participação de 30 pessoas, das quais 20 vagas serão para conselheiros(as) e 10 vagas para lideranças de movimentos sociais. O número de oficinas por estado segue critérios pactuados na Mesa Diretora do CNS, na comissão e no Ceap, contemplando o número de municípios por estado, número de habitantes, questões geográficas, dentre outros.

Ascom CNS

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página