Home Links Úteis Fale Conosco

O CONSELHO
Apresentação
Histórico
Composição
Estrutura Organizacional
Regimento Interno
img Fluxo de trabalho
Comissões
Expediente
 
ATOS NORMATIVOS
img Resoluções
Recomendações
Moções
Legislação
 
REUNIÕES DO CONSELHO
Calendário
Pauta
Atas
 
BIBLIOTECA
Revista
Informativos
Livros
Relatórios
 
EVENTOS DE SAÚDE
 
PLENÁRIA DE CONSELHOS
 

Brasília, 09 de agosto de 2011

 

Conferência de Minas debate gerência no SUS

 

 

        A gestão no Sistema Único de Saúde (SUS) foi o tema da segunda mesa da VII Conferência Estadual de Saúde de Minas Gerais. Participaram do debate, Mauro Guimarães, presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Minas Gerais (COSEMS/MG), Paulo Roberto Venâncio de Carvalho, Diretor de Comunicação e Informação em Saúde no SUS (CESMG) e representante da CUT, Francisco Batista Júnior, Conselheiro Nacional de Saúde (CNS) e Luís Márcio de Araújo Ramos, Diretor Executivo da Fundação São Francisco Xavier.

 

         Mauro Guimarães enumerou em sua fala os principais desafios para a gestão. Entre eles estão, diminuir as desigualdades regionais, inovar em processos de instrumento de gestão, incorporar e reter profissionais de saúde e superar a fragmentação das políticas de saúde. Afirmou ainda, que o espaço das Conferências são importantes para a busca de soluções das dificuldades enfrentadas. “A partir da Conferência podemos trazer novos avanços para o Sistema Único de Saúde deste país”, disse.

 

         O representante do CESMG, Paulo Roberto Venâncio, lembrou a necessidade de se valorizar o profissional de saúde. De acordo com ele, somente com o reconhecimento e com a qualificação desses profissionais será possível garantir uma saúde com qualidade. “Não dá pra discutir a gestão do trabalho se não discutir um piso salarial para isso. O SUS não pode ser uma proposta de governo, mas uma política de Estado”, afirmou.

 

         Para o Conselheiro Nacional de Saúde, Francisco Júnior o grande problema do SUS é o aprofundamento da privatização do sistema via contratação de serviços privados nos estados e municípios e a terceirização da força de trabalho e de gestão. Com o objetivo de solucionar esse quadro, para o conselheiro seria adequado garantir uma autonomia administrativa e orçamentária dos serviços.

 

         “Precisamos de fiscalização permanente, profissionalização da gestão com os próprios quadros da instituição, gestão transparente e participativa, criação da carreira única do SUS e o fortalecimento dos Conselhos de Saúde com independência”, ressaltou.

 

Voltar 
 

Equipe de Comunicação do CNS
Fone: (61) 3315-3576/3179
Fax: (61) 3315-2414/3927
e-mail: cns@saude.gov.br
Site: www.conselho.saude.gov.br

 

Conselho Nacional de Saúde - "Efetivando o Controle Social".
Esplanada dos Ministérios, Bloco “G” - Edifício Anexo, Ala “B” - 1º andar - Sala 103B - 70058-900 - Brasília, DF

I