Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > 77ª Assembleia Mundial da Saúde: CNS presente e na luta pela aprovação da resolução sobre participação social na saúde e do acordo sobre pandemias

4CNGTES ETAPAS Semlogos

Início do conteúdo da página

77ª Assembleia Mundial da Saúde: CNS presente e na luta pela aprovação da resolução sobre participação social na saúde e do acordo sobre pandemias

  • Publicado: Sexta, 24 de Maio de 2024, 16h16
imagem sem descrição.

Controle Social do SUS no Brasil poderá se tornar uma referência mundial em evento que será realizado de 27/05 a 1/06, em Genebra

‌O Conselho Nacional de Saúde (CNS) vai participar da 77ª Assembleia Mundial da Saúde, que será realizada de 27 de maio a 2 de junho, em Genebra, na Suíça. Essa é a primeira vez que no evento internacional será votada uma resolução sobre participação social aos Estados-Membros, o que poderá tornar o Controle Social do SUS uma referência mundial, que será apresentada pelo Brasil e outros países.

A Assembleia Mundial da Saúde é o órgão de decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela acontece anualmente com a participação de delegações de todos os Estados-Membros da OMS e centra-se numa agenda de saúde específica preparada pelo Conselho Executivo.

As principais funções da Assembleia Mundial da Saúde são determinar as políticas da Organização, nomear o Diretor-Geral, supervisionar as políticas financeiras e rever e aprovar o orçamento do programa proposto.

O CNS tem contribuído assiduamente na construção de instrumentos de promoção da saúde como direito humano junto a organismos internacionais, em especial a ONU e Organização dos Estados Americanos (OEA). Em 2023, se comprometeu com a Missão Permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU) de contribuir com subsídios para a atuação brasileira sobre instrumentos de direito internacional.

Entre os instrumentos estava a elaboração desta resolução sobre a participação social na saúde, que tem como objetivo contribuir para a consolidar e regular a implementação do direito à saúde por parte dos Estados-Membros.

“É um documento com muitas contribuições nossas e com possibilidade bem concreta de ser aprovada. Há uma determinação de ampliar a representatividade dos movimentos sociais, dos conselhos e das entidades na própria assembleia mundial da saúde", afirma Fernando Pigatto, presidente do CNS.

Eventos paralelos

Sob o lema “Todos pela saúde, saúde para todos”, as reuniões públicas da 77ª AMS serão transmitidas ao vivo a partir do site oficial da OMS, e as entrevistas com ministros da saúde das Américas serão compartilhadas on-line no site da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Durante a 77ª Assembleia, diversas organizações oferecem atividades paralelas e abertas ao público. O coletivo do Controle Social no SUS promoverá diferentes atividades sobre a agenda da saúde global. Entre elas destaca-se a Ato Público em Memória às Vítimas da Covid-19, que será realizado na quinta (30/05), às 16h (horário de Brasília), pela responsabilização sobre a condução do enfrentamento à pandemia, que deixou um saldo de mais de 700 mil mortes no Brasil, além de consequências como as sequelas à doença e o grande número de órfãos que resultaram desta situação. Ao lado do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), o CNS tem denunciado as Violações dos Direitos à Vida e à Saúde no contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil a diferentes órgãos internacionais. Ainda sobre esse tema, a delegação acompanhará e contribuirá na mobilização pela aprovação do acordo sobre as pandemias, considerado um desafio nas negociações, e que está previsto para ser votado dia 1° de junho.

O CNS também levará para a Assembleia Mundial o documentário Equidade, filme produzido pelo CNS e o Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap) que apresenta um cenário amplo, coletivo e plural sobre o que significa a equidade na saúde pública brasileira, a partir do SUS. Ainda em conjunto com o Ceap o CNS apresentará a experiência brasileira sobre formação para o controle social no SUS, com destaque para o projeto Participa+. O CNS também participará de reuniões com a Missão Brasileira em Genebra, a Relatoria da Saúde da ONU, o alto comissário das Nações Unidas para os direitos humanos.

G20

A experiência do SUS e do controle social tem cada vez mais ganhado reconhecimento internacional. Em março, o CNS foi convidado a compor o Grupo de Trabalho de Saúde do G20. O convite foi feito pelo chefe da Assessoria Especial de Assuntos Internacionais (AISA) do Ministério da Saúde, Embaixador Alexandre Ghisleni, em nome da Ministra da Saúde Nísia Trindade.

Ele apresentou à mesa diretora do CNS as ações que estão sendo desenvolvidas no âmbito do GT da Saúde no G20 e destacou a importância da ampliação da participação social do processo.

Mesas redondas

A programação da 77ª Assembleia Mundial da Saúde também conta com uma série de mesas redondas estratégicas, com as participações de delegados da AMS, agências parceiras, representantes da sociedade civil e especialistas da OMS para discutirem as prioridades para a saúde pública de importância global.

Ø Conheça a programação completa da 77ª Assembleia Mundial da Saúde

Confira a programação do Coletivo da Sociedade Civil do Controle Social no SUS na 77ª AMS

Programação Genebra Final 3

 

Serviço:

O que: CNS na 77ª Assembleia Mundial da Saúde

Quando: De 27 de maio a 1º de junho

Onde: Genebra, Suiça

Assessoria de Imprensa: 61 99872-1367 (Elisangela)

registrado em:
Fim do conteúdo da página