Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Câmara dos Deputados: CNS denuncia omissão do governo no combate à pandemia
Início do conteúdo da página

Câmara dos Deputados: CNS denuncia omissão do governo no combate à pandemia

  • Publicado: Sexta, 18 de Junho de 2021, 17h22
Foto: Câmara dos Deputados
Foto: Câmara dos Deputados

20210618 144940 1500x1125

O presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, denunciou, em uma audiência pública realizada pela Câmara dos Deputados no dia 28 de maio, a omissão de governantes no combate ao novo coronavírus e no apoio a pacientes, familiares e profissionais de Saúde.

A reunião foi realizada pelas comissões de Legislação Participativa; e de Direitos Humanos e Minorias. Parlamentares governistas marcaram presença, mas não se pronunciaram durante o evento.

Aos participantes do encontro, Pigatto informou que o CNS encaminhou documentos à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, em funcionamento no Senado Federal, e que o controle social na Saúde será em breve ouvido pelos membros da CPI. O requerimento que convida Pigatto para depor já foi aprovado, mas ainda não há data para a sua contribuição nas investigações.

“O governo federal se omite e empurra responsabilidades para os governos estaduais e municipais ao mesmo tempo em que busca interditar o papel desses governos. O que está acontecendo no Brasil é fruto de ação e omissão deliberada”, criticou.

De acordo com Pigatto, o relatório de gestão de 2020 do CNS apontou que, a cada três dias, a entidade realizou um posicionamento a respeito das necessidades de ações para o controle da pandemia. Durante esse período, o CNS também criou, com outras organizações que defendem o Sistema Único de Saúde (SUS), a Frente Pela Vida, com o objetivo de aproximar a sociedade científica, da educação, entre outras, das ações de combate à pandemia.

“É importante que possamos estreitar ainda mais esses laços”, defendeu Pigatto.

A Associação de Vítimas e Familiares de Vítimas da Covid-19 (Avico Brasil) pretende apresentar uma representação criminal contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, em julho. A informação foi dada pelo coordenador da entidade, Gustavo Bernardes.

“Nós queremos ser a pedra no sapato dos governantes negacionistas, fazer o controle social e o cuidado das pessoas. É preciso responsabilizar governantes que lançam dúvidas sobre a eficácia de vacinas e defendem a utilização de remédios sem eficácia”, declarou.

Próximos passos

Segundo Pigatto, no dia 1° de julho, o Comitê de Acompanhamento à Covid-19 do CNS reunirá as coordenações de Comissões Intersetoriais e Câmaras Técnicas do Conselho para debater com representantes de associações das vítimas e famílias das vítimas da pandemia, pautas comuns e atuação conjunta.

Ascom CNS

registrado em:
Fim do conteúdo da página