Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Enfermagem realizará manifestação pelo piso salarial da categoria no próximo dia 5, Dia Nacional da Saúde
Início do conteúdo da página

Enfermagem realizará manifestação pelo piso salarial da categoria no próximo dia 5, Dia Nacional da Saúde

  • Publicado: Quinta, 29 de Julho de 2021, 15h31
imagem sem descrição.

Projeto de Lei que institui o piso salarial nacional da enfermagem está em tramitação no Senado

O Fórum Nacional da Enfermagem, composto pelas entidades representativas da Enfermagem Brasileira, realiza no Dia Nacional da Saúde (5/8), em Brasília, às 12h30, o ato Valorizar a Vida é Valorizar o SUS. O objetivo é chamar a atenção dos brasileiros e dos parlamentares para a aprovação do Projeto de Lei (PL) 2564/2020, que institui o piso salarial nacional da enfermagem vinculado a uma carga horária de 30 horas semanais para a categoria. O PL será tema de audiência pública na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP ) da Câmara dos Deputados, às 15h.

O ato será na Praça das Bandeiras, na Esplanada dos Ministérios, com a participação de trabalhadores, dirigentes e parlamentares e será transmitido pelo Facebook do Fórum e das entidades representativas. Entre os participantes, o presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, a presidenta Conselho de Saúde do Distrito Federal, Jeovânia Silva e a conselheira Shirley Morales, representante da Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) no CNS.

O dia 5 de agosto foi escolhido para celebrar o Dia Nacional da Saúde por ser a data de nascimento do sanitarista Oswaldo Cruz, um importante personagem na história do combate e erradicação das epidemias da peste, febre amarela e varíola no Brasil, no começo do século XX. A data foi instituída em 1967 e além de ser uma homenagem e promoção de reflexão acerca do modelo de cuidado em saúde, é um chamado à ampla mobilização em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).

A Enfermagem pede socorro!

Auxiliares, técnicos e enfermeiros estão entre as categorias que mais adoecem e morrem no combate à Covid-19. Neste período, as jornadas de trabalho se tornaram ainda mais exaustivas, afetando a saúde física, mental e emocional destes trabalhadores. Infelizmente, toda luta e sacrifício desses profissionais não foram valorizados, o que se reflete pela perda salarial de 11%, segundo o Dieese.

Na linha de frente do atendimento, os profissionais de enfermagem enfrentam também violência física, verbal e psicológica. Apenas 29% dos profissionais se sentem seguros em seus ambientes de trabalho, segundo dados da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil do Cofen e da Fiocruz. A pesquisa revela que 19,7% já sofreram violência no ambiente de trabalho, sendo: 66,5% violência psicológica, 26,3% verbal e 15,6% violência física.

Programação do 5/8:

12h30 – Concentração do Ato na Praça das Bandeiras na Esplanada dos Ministérios
13h – Início do Ato “Valorizar a Enfermagem é Valorizar o SUS”
15h- Audiência Pública na CTASP da Câmara dos Deputados

Pauta: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/62462
Transmissão: https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/2108

Contatos para Imprensa
Laura Glüer – (51) 999646797 (WhatsApp)
Guiomar Prates – (11) 989543972 (WhatsApp)
Cinthia Bispo – (61) 996964485

Com informações do Fórum Nacional da Enfermagem

Foto: COREN/MT

registrado em:
Fim do conteúdo da página