Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > 17ª Conferência Nacional de Saúde: O amanhã de um outro dia já começou!

4CNGTES ETAPAS Final 1

Início do conteúdo da página

17ª Conferência Nacional de Saúde: O amanhã de um outro dia já começou!

  • Publicado: Segunda, 03 de Julho de 2023, 11h42
imagem sem descrição.

Abertura oficial da 17ª Conferência Nacional de Saúde é marcada pela defesa do SUS e da permanência da ministra da Saúde à frente da pasta

A cerimônia de abertura da 17ª Conferência Nacional de Saúde foi marcada por falas emocionadas, que trouxeram a conjuntura do novo momento que vive o Controle Social, o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Brasil. Consenso entre os representantes que compuseram a mesa, uma frase dita pela da Saúde Nísia Trindade deu o tom e ecoou por toda abertura da etapa nacional da 17ª CNS - “Hoje já é um novo dia!”

A abertura aconteceu na noite deste domingo (2/07), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), reunindo mais de seis mil participantes de todo o Brasil, que chegaram na capital federal com toda a energia e diversidade da população brasileira. 

Também ecoaram na cerimônia os discursos, gritos e aplausos em defesa da permanência da Ministra Nísia. Marina Silva, ministra do meio ambiente, destacou que Nísia é a primeira mulher ministra da Saúde em 76 anos. “Ter uma ministra é muito importante para nós, o SUS é composto por mulheres e somos a maioria da população”.

Além da ministra do Meio Ambiente, também estiveram presentes Sônia Guajajara, ministra dos Povos Indígenas, Aparecida Gonçalves, ministra das Mulheres, e o ministro do Trabalho, Luiz Marinho. Jarbas Barbosa, diretor geral da Opas/OMS, as deputadas Jandira Feghali e Érika Kokay e o senador Humberto Costa, os presidentes do Conass, Fábio Bacchereti e do Conasems, Wilames Freire, prestigiaram também o retorno efetivo da participação social na construção das políticas públicas em saúde.

Fernando Pigatto, presidente do CNS, celebrou as movimentações de base realizadas nas etapas preparatórias desta 17ª Conferência. “Hoje somos a representação real e amorosa da resistência e da esperança por um sistema de saúde para todas as pessoas. Foi a luta social que aprovou o SUS em 1988 e chegamos à 17ª Conferência por um caminho construído e trilhado por inúmeras e inúmeros lutadores para que saúde não seja apenas ausência de doenças”, declarou.

Lições da Pandemia e a importância dos conselhos locais 

Jarbas Barbosa, diretor geral da Organização Panamericana de Saúde (Opas/OMS), afirmou que temos a obrigação de implantar todas as lições da pandemia. “O mundo tem que estar melhor preparado e temos grandes lições. A América Latina precisa produzir mais vacinas e insumos, e excluir toda barreira econômica, social e cultural que impede o pleno acesso à saúde. Por isso essa Conferência é tão especial, vemos representantes de todas as áreas que compõem o SUS.”

53019807240 ed13b44dcd k


Na ocasião da abertura, Pigatto e a ministra da Saúde lançaram a campanha Conselho Local de Saúde, com objetivo de fomentar a criação de conselhos nas 42 mil Unidades Básicas de Saúde do SUS existentes no Brasil. “Essa conferência é uma virada nas lutas do povo brasileiro e precisamos radicalizar a democracia, para isso devemos fortalecer os conselhos que já existem e criar conselhos locais de saúde para que a sociedade seja definidora das políticas de saúde”, declarou o presidente do CNS.

Compartilhando a mesma perspectiva sobre a importância democrática desta etapa nacional, Nísia Trindade rememorou os desafios para a saúde pública brasileira nos últimos anos, considerando especialmente o enfraquecimento de conselhos e da participação social nos espaços deliberativos.  

“A força da defesa do SUS e da democracia fortaleceram o CNS, que resistiu aos anos mais difíceis desde a redemocratização brasileira. Não podemos ter ilusões, pois temos um caminho duro pela frente e precisamos estar mais unidos que nunca na nossa diversidade”, declarou a ministra, que encerrou a cerimônia de abertura reiterando o compromisso do Ministério da Saúde com o controle social. “Queremos uma conferência com um documento forte, que será de fato implementado pelo Ministério da Saúde, pois este é o nosso compromisso”, finalizou.  

A etapa nacional da 17ª CNS segue até quarta-feira, dia 5. Acesse o site do CNS e confira a programação completa!

registrado em:
Fim do conteúdo da página