Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > 4ªCNGTES: CNS lança pesquisa para ouvir trabalhadoras e trabalhadores da saúde

4CNGTES ETAPAS Semlogos

Início do conteúdo da página

4ªCNGTES: CNS lança pesquisa para ouvir trabalhadoras e trabalhadores da saúde

  • Publicado: Terça, 04 de Junho de 2024, 18h26
imagem sem descrição.

A iniciativa faz parte das ações de mobilização do CNS para a conferência, que ocorrerá de 10 a 13 de dezembro de 2024

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) está realizando uma importante pesquisa para ouvir você, trabalhadora e trabalhador da saúde. Este é mais um instrumento que busca entender as condições de trabalho e identificar os temas prioritários para discussão na 4ª Conferência Nacional de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (CNGTES). Esta consulta, parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), faz parte das ações de mobilização para a conferência.

A etapa nacional da 4ª CNGTES ocorrerá de 10 a 13 de dezembro de 2024, em Brasília, com o tema "Democracia, Trabalho e Educação na Saúde para o Desenvolvimento: Gente que faz o SUS acontecer".

A 4ª CNGTES será um espaço dedicado ao debate e à formulação de políticas públicas para aprimorar a gestão do trabalho e da educação na saúde. Esta conferência reafirma o compromisso do Brasil com a construção de um sistema de saúde mais justo, eficiente e democrático, destacando o papel vital dos trabalhadores e educadores da saúde no desenvolvimento do país.

Sobre a Pesquisa

  • Questionário Anônimo: Não é necessário fornecer informações de identificação pessoal.

  • Duração: A pesquisa contém 36 questões rápidas e objetivas.

  • Foco: Caracterizar o perfil dos profissionais de saúde, entender as condições de trabalho e identificar os principais temas de interesse.

Como Participar?

Para responder clique aqui, e preencha o formulário até o dia 5 de julho de 2024. Sua voz é essencial para construirmos juntos um sistema de saúde mais justo, eficiente e com melhores condições de trabalho.

Ascom CNS

Foto: Agência Brasil

registrado em:
Fim do conteúdo da página