Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Participa+ em Taubaté: conhecer, difundir e mobilizar

4CNGTES ETAPAS Semlogos

Início do conteúdo da página

Participa+ em Taubaté: conhecer, difundir e mobilizar

  • Publicado: Segunda, 24 de Junho de 2024, 18h08
imagem sem descrição.

Oficina do Projeto Participa+ debateu ações para o fortalecimento da participação popular

Promover o conhecimento a partir de uma educação popular que envolva a diversidade de ideias, realidades e experiências de cada território para que integrantes dos Conselhos de Saúde, usuários e lideranças sociais possam atuar como multiplicadores no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e de políticas públicas que promovam o bem-estar da população. Esse foi um dos objetivos da etapa presencial da Oficina de Formação para o Controle Social no SUS, do Projeto Participa+ realizada na cidade de Taubaté – São Paulo, nos dias 19 e 20 de junho.

A oficina contou com 38 participantes representantes de Conselhos de Saúde, movimentos sociais, entidades e profissionais ligados à área. A formação foi conduzida pela educadora do Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), Maria Elizabete dos Santos.

Participa+Oficina-Taubabe_SP-02-geral.jpg

Participação popular

Ao longo dos dois dias de encontro, além de mais informações a respeito do funcionamento dos Conselhos Municipais de Saúde, processos formativos e de educação permanente, os participantes puderam discutir e elaborar projetos para atuar como multiplicadores em suas comunidades. “Esse espaço está sendo muito importante para que possamos conversar com os trabalhadores e usuários do SUS.  Não podemos ter essa perspectiva que a saúde é mercadoria, que temos que entregar para as empresas e terceirizar tudo, a gente precisa realmente lutar para que isso seja público e cresça cada vez mais, seja mais acessível, tenha mais recursos para cuidar da população”, pontuou Alice de Paula, integrante do Movimento de Mulheres Olga Benário, do município de São José/SP.

Membro do Conselho Estadual de Saúde de São Paulo, Viviane Fontana, pontuou que é um desafio em grandes cidades fomentar a participação popular e os Conselhos Locais. “A participação social é um grande desafio, de sensibilizar pessoas para esse papel nosso que é de cidadão que vai lá observar como as políticas públicas são implementadas.  Na cidade e no estado de São Paulo como um todo temos uma diversidade de municípios e de situações, então é importante sensibilizar para criar um movimento de novos conselheiros para que possamos levar a assistência propriamente dita. Temos que falar sobre isso desde a formação dos profissionais de saúde até o cidadão que vai na unidade básica, não é só orientar para fiscalizar, mas exercer a cidadania, o controle e o monitoramento das políticas públicas”, disse.

200624_Participa+Oficina-Taubabe_SP_Viviane-Fontana_CES-SP.jpg

Conferências e experiências de multiplicação

Os participantes da oficina puderam compreender também a importância das Conferências Municipais de Saúde e como elas são um instrumento de participação popular, discutindo processos de escolha e organização dos conselhos. “Apesar de ter trabalhado mais de 20 anos na área, quando o SUS ainda não existia, trabalhei mais na parte de pesquisa e vi que após minha aposentadoria ainda poderia contribuir. Para mim essa oficina está proporcionando novos conhecimentos a partir do que eu já tinha do SUS e estamos levando para o nosso Conselho Municipal essa importância do controle social, dos usuários para melhorar a saúde com mais eficiência”, contou a conselheira de saúde da cidade de Juquiá/SP, Yara Nakamura Tome.

Durante a oficina foram formados grupos de trabalho, onde os participantes puderam discutir propostas de ação em seus territórios. Vanessa da Costa Carneiro Borges é enfermeira formada em emergência, docência e obstetrícia da cidade de Miracatu/SP e presidente do Conselho Municipal de Saúde e juntamente com colegas da oficina discutiu a criação de um podcast para divulgar as ações para a sua comunidade. “Tivemos várias ideias, vamos fazer um podcast em comum com as cidades vizinhas Itariri e Juquiá e assim expandir e divulgar o conselho para população, para que tenhamos mais usuários participando dos nossos conselhos”, disse.

Projeto Participa+

A Oficina de formação é realizada em duas etapas, a primeira de forma virtual e a segunda presencial, contando com debates sobre ações, desafios e experiências na gestão da saúde. Taubaté sediou a 56ª oficina presencial do projeto que reuniu participantes para atuar na formação, fortalecimento e produção de conhecimento sobre saúde.

Esta é a 4ª edição da Formação para o Controle Social no SUS, promovida pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e executada pelo Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). A atividade é organizada pela Comissão Intersetorial de Educação Permanente para o Controle Social no SUS do CNS (CIEPCSS/CNS).

Ascom Ceap
Fotos: Jéssica França/Ceap

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página