Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Cacique Raoni receberá homenagem do CNS durante Fórum Social das Resistências, em Poa
Início do conteúdo da página

Cacique Raoni receberá homenagem do CNS durante Fórum Social das Resistências, em Poa

A comenda, destinada a nomes importantes para a Saúde e os Direitos Humanos no Brasil, será entregue durante a 325ª reunião ordinária do CNS

  • Publicado: Quarta, 08 de Janeiro de 2020, 15h21
  • Última atualização em Quarta, 08 de Janeiro de 2020, 15h21
imagem sem descrição.

A 325ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS) ocorrerá dias 23 e 24 de janeiro, na capital gaúcha. Na ocasião, o líder indígena Raoni Metuktire, conhecido também por Cacique Raoni, será homenageado. A liderança Kayapó é uma referência para o CNS e para os movimentos sociais no mundo por ter uma ampla trajetória de luta em defesa dos povos indígenas, da Amazônia e do meio ambiente. O evento acontecerá dentro da programação do Fórum Social das Resistências 2020.

Nascido no estado do Mato Grosso no início da década de 1930, em uma vila hoje chamada de Kapôt, Raoni e sua comunidade tiveram contato com “homem branco” em 1954. A partir dali, aos 24 anos, entendeu que era preciso lutar para não morrer. Começou então seu ativismo pela demarcação de terras aos povos originários no Brasil. Foi recebido por Juscelino Kubistchek, João Paulo II e recentemente pelo Papa Francisco, além de outras autoridades no mundo. O disco que carrega na boca tem o nome de “metara” e é destinado apenas a lideranças e guerreiros de sua etnia.

Raoni 14

Sua trajetória de luta e resistência foi narrada no documentário “Raoni”, dirigido por Jean-Pierre Dutilleux e Luiz Carlos Saldanha, em 1978. Naquele ano, a produção recebeu indicação ao Oscar. O filme popularizou a luta de Raoni pelo mundo, que passou a ser convidado a diversos eventos internacionais para relatar os crimes ambientais contra a Amazônia. Diante do cenário de barbárie, intensificado em 2019, contra meio ambiente brasileiro, sua luta se faz ainda mais necessária e inspira o CNS. Em 2020, Raoni é também um dos principais nomes indicados ao Prêmio Nobel da Paz.

Por que Comenda Zilda Arns?

A Comenda Zilda Arns é uma honraria concedida pelo CNS às personalidades que destinaram fundamental contribuição para a defesa do direito humano à Saúde e do Sistema Único de Saúde (SUS). Recebem a homenagem aqueles e aquelas que desenvolveram notórias ações que geraram qualidade de vida às pessoas a partir da conquista de direitos.

Médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns (1934-2010) fundou a Pastoral da Criança e a Pastoral da Pessoa Idosa e foi conselheira nacional de saúde por sucessivos mandatos. Recebeu dezenas de prêmios nacionais e internacionais e também foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz por sua importante atuação em defesa da vida e da saúde pública.

Conheça a programação do CNS no Fórum Social das Resistências

O Fórum Social das Resistências 2020 tem o objetivo de reunir ativistas de todo o mundo comprometidos com as transformações sociais frente à retirada de direitos, à destruição do meio ambiente e à degradação da humanidade. O evento soma-se a outras iniciativas que estão sendo articuladas, como o Fórum Social Panamazônico que será realizado de 22 a 25 de março de 2020, na Colômbia, e o Fórum Social das Economias Transformadoras que será realizado de 25 a 28 de junho de 2020, na Espanha. Todas essas ações culminarão no Fórum Social Mundial que será realizado em breve, no México, com data a confirmar.

Raoni 1

Mais informações

O quê: Entrega da Comenda Zilda Arns, do CNS, ao Cacique Roni.
Quando: Dia 23 de janeiro às 14h.
Onde: Conselho Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul. Centro Administrativo Fernando Ferrari, Av. Borges de Medeiros nº 1501/9º andar, Cidade Baixa). Porto Alegre (RS)
Informações: (61) 33152150

Ascom CNS com informações de Hypeness

registrado em:
Fim do conteúdo da página